LUCENTIS É APROVADO PELA FDA PARA REVERTER RETINOPATIA DIABÉTICA

Foi aprovado pela FDA (Food And Drug Administration) nos Estados Unidos, um medicamento capaz de reverter os efeitos da cegueira causada pelo diabetes ou retinopatia diabética.

O que é Edema Macular Diabético?

O Edema Macular Diabético é uma complicação do diabetes que pode causar cegueira, principalmente em jovens e adultos. É uma consequência da retinopatia diabética, sendo como que um inchaço na área da retina chamada de Mácula.

Em entrevista ao jornal Kens5 o Dr. Michael Singer explica que quando os tecidos são privados de oxigênio, eles gritam por ajuda e enviam um sinal chamado VEGF que por sua vez envia novos vasos sanguíneos para ajudar os tecidos, mas isso não é uma coisa boa. Em vez de serem úteis, eles são realmente prejudiciais, pois causam inchaço na parte central da visão.

O médico fala sobre um novo medicamento aprovado pela FDA chamado Lucentis. O uso deste médicamento poderá ser usado tanto em pessoas com ou sem edema macular diabético.

Lucentis é um tiro dado no branco do olho depois que é anestesiado. O processo leva poucos segundos e os resultados podem ser vistos logo nos primeiros dias.

Visão Retinopatia

Retinopatia é uma das doenças que pode acometer os olhos de quem tem diabetes. Precisamos nos cuidar. Com a nossa rotina agitada, por vezes deixamos de ter alguns cuidados com o nosso corpo. Vamos regularmente ao nosso endocrinologista, mas acabamos esquecendo, por exemplo, quando foi a última consulta com o oftalmologista.

Para saber mais sobre diabetes e saúde dos olhos, acesse: http://gliconline.net/diabetes-olhos-retinopatia/

Fonte


SP registra duas mortes por reação à vacina contra febre amarela

Duas pessoas morreram em São Paulo, capital, devido a reações pela vacina contra a febre amarela, conforme comunicado pelo o secretário municipal de saúde, Wilson Pollara.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Ambas as mortes ocorreram devido a deficiências imunológicas não detectadas durante a triagem.

Seis casos fatais foram notificados no estado: um já foi descartado e outros três ainda estão em investigação.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Vale ressaltar que é um número estatisticamente pequeno de casos e que as pessoas sem as contraindicações que listaremos a seguir devem se vacinar assim que possível:

Idosos e a vacina contra febre amarela

De acordo com o site G1, uma das mortes foi da professora aposentada Mônica Oelkers, de 76 anos.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Hoje, a recomendação é que a vacina seja tomada por pessoas até 60 anos. “Pessoas com mais de 60 anos podem receber a vacina da febre amarela, desde que não estejam fazendo uso de medicamentos imunossupressores ou sejam portadoras de doenças crônicas descompensadas. Sugerimos sempre uma avaliação médica prévia, mas a prescrição para a vacina não é necessária”, ressalta Ana Karolina Barreto B. Marinho, coordenadora do Departamento Científico de Imunização da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI).

Além disso, outros grupos devem tomar cuidados, como:

  • Crianças entre 9 meses e 2 anos de idade
  • Portadores do vírus HIV com células CD4 em contagem adequadas
  • Pessoas que terminaram o tratamento de quimioterapia e com doenças hematológicas após avaliação médica.

Quem não deve tomar a vacina contra febre amarela?

Os grupos contraindicados a tomar a vacina contra febre amarela são:

  • Crianças menores de 9 meses de idade
  • Pacientes com imunodepressão de qualquer natureza
  • Pacientes com neoplasia (câncer)
  • Pacientes infectados pelo HIV
  • Pacientes em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores)
  • Pacientes submetidos a transplante de órgãos
  • Gestantes, independente do estado vacinal.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Esses cuidados são importantes por que a vacina é feita com vírus atenuados, que podem provocar a doença em pessoas com um sistema imunológico mais frágil.

Noripurum → É Eficaz Para Anemia? Saiba Como Tratar Naturalmente!

Olá aqui é o Dr. Rocha e neste artigo vamos falar sobre um medicamento usado para anemias. Vamos falar do Noripurum.

Porém, antes de prosseguir com o artigo, gostaria de dizer que todo o conteúdo a seguir possui como intuito apenas informar. Não tome nenhum medicamento sem orientação de seu médico.

 

Sobre o Noripurum

O noripurum é um medicamento destinado ao tratamento de anemias causadas por deficiência de ferro no organismo.

O medicamento é comercializado sob a forma de comprimidos mastigáveis, gotas, xarope e solução injetável.

Via Administração oral

O ferro presente nas mais variadas formas orais do medicamento se apresenta sob a forma de um complexo com moléculas grandes não iônicas, que possuem características vantajosas.

Essa metodologia de administração proporciona boa absorção e bom aproveitamento do medicamento pelo organismo, com baixa toxicidade e boa tolerabilidade, sem interação de medicamentos e preservando seu volume utilizado.

O Noripurum nas formas de comprimidos mastigáveis, gotas e xarope não é perdido por excreção renal, tampouco se deposita no tecido gorduroso.

Injetável

Essa forma do medicamento é injetável e age combatendo a anemia. Ela é especialmente indicada para pacientes que possuem graves deficiências de ferro e quando se deseja uma reposição rápida e eficiente desse mineral.

As doses recomendadas de suplementos de ferro e a duração dos tratamentos normalmente variam de acordo com a idade e a gravidade do problema de saúde (muitas vezes, a anemia). Porém, o tratamento dura entre 2 e 6 meses.

Mostrarei a seguir quais são as dosagens de suplemento ferroso mais comumente utilizado.

  • Bebês de 6 meses a 1 ano de idade – 1 mg de ferro/kg/dia;
  • Crianças a partir de 1 ano de idade – 3 a 5 mg de ferro/kg/dia evitando ultrapassar os 60 mg por dia;
  • Gestantes – 30 a 60 mg de ferro por dia e 400 mcg de ácido fólico;
  • Mulheres em período de amamentação – entre 30 e 40 mg de ferro por dia;
  • Adultos – 120 mg de ferro por dia.

Noripurum contém em sua fórmula ferro e ácido fólico, substâncias essenciais para o aumento da produção de células vermelhas no sangue.

Indicações de Uso do Medicamento

Noripurum é indicado para o tratamento das seguintes condições de saúde:

  • Anemia por escassez de ferro ou ácido fólico;
  • Anemia durante a gravidez; no pós-parto e no período de amamentação – situações caracterizadas por diminuição de ferro e ácido fólico;
  • Anemia grave causadas por falta de ferro, após hemorragias e/ou então determinados procedimentos cirúrgicos.

Além disso, esse fármaco pode ser usado em outros tipos de anemia em que seja necessária a suplementação de ferro e ácido fólico, como em casos de sub ou desnutrição.

Efeitos Colaterais

Os principais efeitos colaterais do medicamento são:prisão de ventre

Alternativa Natural

Como falei no início desse artigo, é muito importante buscarmos alternativas naturais para tratarmos problemas de saúde.

É importante adotar uma vida saudável juntamente com práticas de exercícios físicos e usar alternativas naturais como uma alimentação rica em ferro para auxiliar no tratamento com a anemia.

Podemos indicar alimentos como:

Com o consumo destes alimentos, a anemia pode ser evitada.

Para ajudar você a aprender a melhor maneira de utilizar os remédios naturais, eu criei um portal chamado Viver Nature.

O Viver Nature é um verdadeiro guia que vai ajudar você a se tratar sozinho e manter a sua saúde impecável. Cadastre-se aqui para receber todas essas informações agora mesmo.

 

Contraindicações

O medicamento tem sua administração contraindicada nas seguintes situações:

  • Pessoas que sejam alérgicas ou sensíveis a quaisquer componentes presentes na fórmula do medicamento;
  • Pessoas com anemias que não sejam causadas por falta de ferro;
  • Pessoas que possuam problemas relacionados com a absorção de ferro ou ácido fólico.

Eu vou ficando por aqui!

Se você ainda possui alguma dúvida ou então tem experiência sobre a utilização de Noripurum deixe um comentário, essa é uma excelente maneira de alimentarmos um debate inteligente e saudável nesse espaço e fazer com que todos saiam ganhando em conhecimento.

Me despeço desejando paz, sorte e felicidade.

Forte abraço e até a próxima.

Dr. Rocha

COMO LANÇAR UMA GLICEMIA NO GLIC?

Olá Ana Paula,
Tudo bem?

Para editar qualquer informação da sua prescrição, você pode acessar a sua conta em http://www.gliconline.com.br

Se você precisa apagar um registro errado que fez no app. Em breve você poderá fazer isso diretamente no app. Por equanto permitimos fazer isso na conta web, Vou te dar o passo a passo de como:

1) Acesse sua conta em http://www.gliconline.com.br
2) Clique no ícone TABELA RESUMO que aparece na tela inicial da sua conta
3) Ao acessar a TABELA RESUMO, escolha o valor de glicemia que deseja apagar
4) Clique no icone “⌫” em azul.

E para fazer o cálculo de carboidratos, basta acessar o app Glic e seguir o fluxo do botão refeição.

De repente Ana, você poderia entrar em contato com o nosso chat (que tem no nosso site) ou pelo sac@gliconline.com.br para que a nossa equipe possa te enviar imagens e te ligar se for necessário.

Abraços

Responder

Dor na perna pode ser infarto?

Uma queixa comum no meu consultório são dores nas pernas. Muitas pessoas de todas as idades reclamam disso e a maior preocupação é se é algo grave.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

As dores nas pernas podem vir de qualquer das estruturas presentes nelas (músculos, ossos, articulações, nervos e vasos sanguíneos) ou ser referida, em que a dor nasce de outro local mas, como é um nervo em comum, a sensação fica deslocada como, por exemplo, as dores de nervo ciático ou radiculopatias, como nas hérnias lombares.

Mas existem dores nas pernas que podem indicar um infarto?

Sim, e vou explicar melhor: um tipo de dor que chama a atenção é a isquemia. Isquemia é a falta de sangue em qualquer local (isquemia do miocárdio é um infarto/angina, já a isquemia cerebral é um AVC, etc). A dor que piora com exercício, geralmente com uma distância previsível, melhora após repouso, acompanhada de palidez nas pernas e pés, feridas que não cicatrizam bem, ausência de pelos deve levantar suspeita de doença arterial periférica. A doença arterial periférica é mais presente em pessoas que tem os mesmos fatores de risco para infarto ou AVC. Podemos encarar estas como um espectro de gordura se infiltrando em todos os vasos arteriais e obstruindo a luz das artérias.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Agora imagine que quando suas pernas foram criadas, junto foram projetadas artérias com a capacidade de levar um pouco mais que o máximo de sangue que você precisaria para ser um triatleta (se triatletas existem, é porque essa frase é verdadeira). Mesmo que você não seja um, originalmente estava descrito isso no seu projeto. Então ao longo da vida você não usa essas pernas muito e vai deixando acumular gordura dentro da artéria. Ai o cano que leva sangue já está menor por dentro (cheio de placas de colesterol). O cano que suportava o fluxo de um triatleta já não deixa passar tanto sangue. E o músculo que está ?pedindo? fica sem receber o oxigênio e glicose. E sofre. E isso dói.

Além dos riscos locais (por exemplo, de amputação, atrofia e limitação de movimentos), se essas gorduras estão nas pernas existe 95% de chance de estarem nas artérias coronárias também, bem como nas carótidas, o que pode levar ao infarto.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Existe uma medida que compara a pressão arterial medida nas pernas com a pressão nos braços. No caso de pressão nas pernas inferior a dos braços, a probabilidade de doença coronariana e morte é elevada.

Como identificar um infarto?

As dores do infarto geralmente se caracterizam por dores no peito, que podem vir desde a mandíbula até a cicatriz umbilical. Mas os sinais de alerta nos pés e pernas devem ser respeitados.

Outros tipos de dores na perna

Mas as dores nas pernas podem ter diversas outras causas. As dores articulares e ósseas são comuns na idade, existe relação com movimentação (mesmo sem carga de peso). Podemos notar crepitações (pequenos estalos) nas articulações comprometidas por artrose. Outro público que sofre com dores relacionadas ao desgaste de articulação ou ósseo são atletas com treinamento não supervisionado.

As dores musculares são frequentes, geralmente após algum trauma ou por desgaste. Após exercício intenso, o acumulo de ácido lático e microlesões pelo uso podem levar ao sofrimento e dor.

Castanha da Índia → Poderosa Até Contra a Queda de Cabelo

Olá, aqui é o Dr. Rocha, no artigo de hoje venho até vocês para falar da castanha da Índia, uma semente oleaginosa e repleta de benefícios.

 

Indicações de Uso

varizesO nome botânico e/ou então científico dessa semente oleaginosa é Aesculushippocastanum L.

Esse famoso alimento serve basicamente como um medicamento, pois possui ação anti-inflamatória geral, além de trazer benefícios em tratamentos de problemas de saúde como hemorroidas e varizes, por exemplo.

Além disso, a Castanha da Índia possui ação vaso protetora, ou seja, é capaz de proteger o interior de vasos sanguíneos e, com isso, melhorar a circulação sanguínea do corpo como um todo, prevenindo problemas cardiovasculares como infarto, tromboses e até mesmo AVC.

Principais Benefícios

Sempre que comento sobre algum alimento com minhas alunas, sou frequentemente questionado sobre seus determinados benefícios. Mais uma vez a história a se repetiu e me questionaram da seguinte maneire: Dr. Rocha, quais os principais benefícios da castanha da Índia?

Há uma enorme lista de benefícios provenientes dessa semente, mostrarei a seguir, aqueles que julgo que são os principais. Confiram!

Diminuição de dores

A castanha da Índia é capaz de diminuir dores causadas por uma série de problemas de saúde como varizes, além de amenizar os efeitos incômodos decorrente de hemorroidas. Ambos os problemas são de origem vascular.

A semente oleaginosa é capaz de diminuir de modo drástico as dores de cólicas em mulheres causadas pela menstruação.

Adeus inchaço

Devido a alimentação e também a problemas circulatórios é comum que nosso corpo acumule um pouco de líquidos. Isso se chama edema. O consumo correto e adequado desse alimento é capaz de eliminar esses acúmulos de líquidos, o que de quebra proporciona uma melhora na silhueta.

Diminuição do colesterol

níveis de colesterolA Castanha da Índia é capaz de diminuir os níveis do colesterol ruim – o LDL e ainda aumentar o colesterol bom, o HDL. Isso ocorre devido à presença de gorduras de qualidade presentes na sua composição, que agem oxidando e quebrando as gorduras ruins acumuladas em nosso organismo.

O melhor disso tudo é que a utilização desse alimento é totalmente aprovada e regularizada pela ANVISA, ou seja, não há nenhum perigo em seu consumo.

  

Como Usar?

Muitas pessoas acreditam que a castanha da Índia serve apenas para comer, mas isso não é verdade.

O alimento pode ser consumido in natura, em lanches esporádicos durante o dia, como no lanche da manhã, por exemplo. Além disso, é possível moer a castanha e temperar saladas com ela, deixando as folhas mais crocantes e apetitosas.

Além disso, outra forma de se obter os benefícios desse alimento é através do chá. Isso mesmo, você não leu errado, é possível fazer chá de castanha da Índia.

Chá de castanha da Índia, como preparar?

Para preparar o chá você vai precisar de:

  • 2 a 4 castanhas;
  • 200 ml de água.

A maneira mais recomendada de fazer o chá, é através de decocção, ou seja, é necessário adicionar as castanhas na água e deixar ferver por um período entre 5 e 10 minutos e só tomar depois que esfriar.

O consumo máximo sugerido é de 2 a 3 xícaras por dia, após as principais refeições, como almoço e jantar, por exemplo.

Curiosidade específica

Uma curiosidade acerca desse alimento que quase ninguém sabe é que ele pode ser utilizado no combate à queda de cabelo. Isso ocorre devido ao fato de suas propriedades tratar equimoses, ou seja, pequenos extravasamentos sanguíneos.

Esses extravasamentos tendem a se acentuar conforme os anos passam, e tendem a obstruir o canal do couro cabeludo, levando assim à diminuição de fios de cabelo, tanto em homem quanto em mulheres.

Por isso, é relativamente comum se deparar com profissionais da saúde como médicos e nutricionistas que indicam o consumo do alimento para diminuir ou acentuar a perda de cabelo.

Também é utilizada na fitoterapia

Como costumo dizer, os fitoterápicos são substâncias extraídas de modo natural de alimentos funcionais ou então de plantas medicinais. Existe uma tintura fitoterápica que é feita com base na oleaginosa.

Essa tintura produzida por farmacêuticos habilitados contém em sua composição normalmente castanha da Índia em pó, e álcool etílico em sua composição.

Essa tintura fitoterápica é normalmente indicada para pacientes que sofrem com varizes, hemorroidas ou com altos níveis de colesterol. O consumo deve ocorrer de modo individualizado de acordo com a indicação do profissional da saúde que indicou o uso da tintura.

Contraindicações

gastriteA exemplo do que ocorre com determinados medicamentos e alimentos, a castanha da Índia também possui contraindicações.

Ela não é indicada para pacientes que façam uso de medicamentos como ação anticoagulantes e também coagulantes, além disso, pacientes com problemas renais, hepáticos e digestórios como úlceras ou até mesmo gastrite não devem consumir o alimento.

Ginecologistas e pediatras também não recomendam o consumo por mulheres grávidas ou então em período de amamentação. Além disso, o alimento deve ser consumido longe de alimentos que sejam fonte de ferro e iodo, pois, interferem na absorção desses nutrientes.

Efeitos Colaterais

O consumo de maneira desorientada do alimento pode culminar no surgimento de efeitos colaterais um tanto quando indesejados. Entre os mais clássicos desses efeitos estão:

Por se tratar de um alimento funcional, com algumas contraindicações presentes, recomenda-se bastante parcimônia no consumo da castanha da índia, evitando sempre todo e qualquer tipo de exagero. Bom senso na alimentação é fundamental para uma vida equilibrada e saudável.

Para ajudar você a aprender a melhor maneira de utilizar os remédios naturais, eu criei um portal chamado Viver Nature.

O Viver Nature é um verdadeiro guia que vai ajudar você a se tratar sozinho e manter a sua saúde impecável. Cadastre-se aqui para receber todas essas informações agora mesmo.

 

Eu vou ficando por aqui.

Se você costuma ingerir castanha da Índia de maneira frequente e constante, deixe um comentário falando sobre sua experiência com esse alimento. É uma ótima maneira de trocarmos informações de qualidade.

Me despeço desejando saúde, paz, felicidade e sorte.

Forte abraço e até o próximo texto.

Dr. Rocha

GLUCAGON EM SPRAY PARA BORRIFAR NO NARIZ

Já imaginou poder tratar a hipoglicemia norrifando Glucagon no narriz ao invés da injeção?

O que é Glucagon? Acesse este nosso outro texto em que explicamos tudinho sobre Glucagon, clique aqui.

A ideia é que ela seja fácil de aplicar, bastanto espirrar a solução dentro do nariz. O produto está em estudo fase 3, quando um medicamentos é testado em seres humanos.

O estudo do Glucagon em Spray
lilly glucagon locemia

Nesta fase do estudo, foram feitos experimentos com adultos com diabetes tipo 1 que estavam tendo um episódio hipoglicêmico moderado a grave.

Os pacientes tratados recuperaram da hipoglicemia dentro de uma meia hora em 96% dos casos, e 90% dos cuidadores (tipicamente um cônjuge) acharam o produto fácil de usar.

Foi o que Elizabeth R Seaquist, MD, University of Minnesota apontou no Congresso Americano de Diabetes (American Diabetes Association, ADA 2017).

Mesmo depois que os cuidadores aprendem a preparar e usar o glucagon injetável, “eles geralmente não usam isso” e podem sentir-se impotentes esperando que os paramédicos cheguem, de acordo com o Dr. Seaquist.

FDA precisa aprovar o Glucagon Spray para poder ser comercializado.

Em outubro de 2015, Eli Lilly adquiriu os direitos globais do produto nasal, que foi originalmente desenvolvido pela empresa canadense Locemia Solutions. Lilly planeja enviar uma nova aplicação de drogas à US Food and Drug Administration (FDA) no primeiro semestre de 2018, que incluirá o estudo atual.

A fonte dessa reportagem é a entrevista de Chad Grothen. Ele é líder mundial em desenvolvimento de marca Lilly Diabetes ao canal Medscape Medical News. Para mais informações, acesse.

Foto: Clinidiabet e Diatribe

Está sempre mal-humorado? O problema pode estar nos seus pés

Uma pesquisa realizada com 3.316 brasileiros pode ter descoberto a fonte do mau-humor (e uma possível solução para esse problema). O estudo analisou a conexão desse estado de espírito com os nossos pés e a descoberta foi que quanto maior o desconforto no pé, pior é o humor.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

“Sem quaisquer dores, os pés não influenciam no humor. Mas a medida que a dor aumenta para níveis intensos, percebemos que as pessoas têm o seu temperamento alterado” afirma o fisioterapeuta Mateus Martinez, coautor da pesquisa, junto com Thomas Case, fundador da Pés Sem Dor.

Entre os entrevistados, apenas 9,4% não sofrem com dores nos pés. Já para 18,8% dos participantes, conviver com dores intensas é bastante comum e isso exerce uma forte influência em seu temperamento. A dor moderada nos pés foi relatada por 42,3% das mulheres, contra 39,2% dos homens.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Já 21,2% das mulheres enfrentam dores intensas diariamente; 14,5% dos homens têm esse tipo de dor mais forte. “Essa discrepância de dores intensas entre as mulheres é devido ao uso de calçados apertados ou de bico fino. Por fim, podemos afirmar que para quase 1/5 da população, o ‘mau humor‘ vem da base do corpo” conclui Martinez.

Cúrcuma → Um importante Fitoterápico que Você Precisa Saber Usar!

Olá, aqui é o Dr. Rocha falando e no artigo de hoje eu quero mostrar para vocês tudo sobre um poderoso alimento, o cúrcuma.

 

gengibreO Que é

O nome científico do açafrão é Curcuma longa, porém popularmente ele é chamado de açafrão da terra, raiz de sol e até mesmo de gengibre amarelo. Trata-se de uma raiz que pertence à família do gengibre e é capaz de prover uma série de benefícios a seus consumidores.

Para que serve

Antigamente era utilizado apenas para dar coloração e sabor aos alimentos, porém, com o passar dos anos pesquisadores descobriram novas funções para o alimento, que hoje também serve para prover uma série de benefícios a seus consumidores.

Como consumir

Pode ser consumido de formas diferentes, como:

  • Chá;
  • In natura;
  • Em pó;
  • Comprimidos;
  • Tintura.

Chá de Cúrcuma

O chá é feito com o alimento sob a forma natural, ou seja, em raiz. Sendo assim, para o preparo da bebida é necessário:

  • 3 a 4 fatias de cúrcuma;
  • 1 litro de água.

Basta adicionar as fatias na água e deixar ferver por um período de 10 minutos. Em seguida deve-se tampar o preparo e aguardar por 10 minutos para que enfim possa ser consumido.

In natura

A cúrcuma pode ser consumidcúrcuma em póo também in natura, normalmente a raiz é ralada sobre saladas ou quaisquer outros tipos de preparos culinários como uma forma de prover sabor e trazer benefícios à saúde.

Em pó

Outra maneira bastante comum de consumir o açafrão é em pó. Essa iguaria funcional normalmente é adicionada em preparos culinários, com a finalidade de fornecer sabores, odores e colorações diferentes.

Comprimidos

Comprimidos de cúrcuma podem ser facilmente encontrados em farmácias de manipulação e/ou então em lojas de produtos naturais. Eles são normalmente indicados para quem não gosta muito do sabor da iguaria, mas deseja obter seus benefícios.

Tintura

A tintura de cúrcuma é um pouco mais rara e difícil de ser encontrada, no entanto, com um pouco de pesquisas e procura, ela pode ser comprada em algumas farmácias magistrais.

A tintura normalmente vem diluída. Pinga-se entre 5 a 10 gotas em um copo de água para que seja ingerida e seus benefícios sejam repassados para o organismo dos consumidores.

Principais Benefícios

Quando falo para minhas alunas sobre determinado alimento, elas sempre me questionam sobre os benefícios que esses alimentos podem trazer à saúde e mais uma vez fui questionado desse modo: Dr. Rocha, quais são os principais benefícios da cúrcuma?

Esse poderoso alimento funcional é capaz de prover uma série de benefícios ao nosso organismo. É possível fazer uma grande lista de benefícios, porém, isso faria com que nosso artigo ficasse muito grande.

Ele é um alimento seguro, uma vez que é regulamentado e aprovado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), portanto, as mais diversas formas do alimento podem ser consumidas sem nenhum tipo de problema.

Por isso, resolvi elencar os que considero como principais benefícios, confiram:

Previne o câncer

A cúrcuma é um alimento um tanto quanto poderoso no que diz respeito ao combate ao câncer. Por conter carotenoides em sua composição, seu consumo pode prevenir e/ou então inibir alguns cancros como o de fígado e também o de cólon.

Olhos mais saudáveis

Os carotenoides presentes no alimento além de prevenir alguns tipos de câncer também trazem benefícios aos olhos de seus consumidores, evitando a degeneração macular e até mesmo retardando o surgimento de famosos problemas oculares, como por exemplo  a catarata.

Ação antioxidante

Outro grande benefício da cúrcuma é a sua ação antioxidante. O alimento possui altas doses de curcumina que possui um poderoso efeito antioxidante, combatendo uma série de radicais livres que podem causar danos ao organismo humano.

avcSistema cardiovascular mais forte

A poderosa ação antioxidante da cúrcuma reflete de modo direto no sistema cardiovascular. A curcumina auxilia na oxidação de placas de gordura espalhadas pelo interior de vasos sanguíneos. O resultado disso tudo é um sistema cardiovascular mais forte e pacientes com menores chances de sofrerem infartos e até mesmo AVC, por exemplo.

Antidepressivo

A cúrcuma auxilia a produção de serotonina, um neurotransmissor capaz de promover sensação de bem-estar e tranquilidade ao sistema nervoso, isso ajuda a melhorar o humor de toda e qualquer pessoa.

É relativamente comum psiquiatras e psicólogos recomendarem que seus pacientes diagnosticados com depressão façam uso da iguaria no dia a dia.

 

Curiosidade sobre a cúrcuma

No início das grandes navegações em busca de especiarias o açafrão era comercializado e trocado a preço de ouro. O alimento foi considerado a iguaria mais cara do mundo durante anos, tudo isso devido à dificuldade que existia para sua obtenção.

Contraindicações e Possíveis Efeitos Colaterais

Alimentos funcionais, pelo simples fato de possuir origem natural, dificilmente possuem contraindicações ou causam efeitos colaterais em seus consumidores. No entanto, é preciso atenção e bom senso no que diz respeito à sua ingestão.

Normalmente a cúrcuma é contraindicado para mulheres grávidas ou que estejam tentando engravidar. O motivo é o simples fato dele poder causar leves contrações uterinas, o que pode causar um aborto espontâneo.

Endocrinologistas também afirmam que pacientes que apresentam quadros de hipoglicemia também devem consumir o alimento com cuidado, uma vez que doses elevadas podem diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Dentre os efeitos colaterais mais relatados pelo consumo da iguaria estão:

remédios naturaisMesmo se tratando de um composto totalmente natural, sua utilização requer cuidados, a exemplo de outros alimentos, seu consumo deve ser moderado evitando exageros.

Para ajudar você a aprender a melhor maneira de utilizar os remédios naturais, eu criei um portal chamado Viver Nature.

O Viver Nature é um verdadeiro guia que vai ajudar você a se tratar sozinho e manter a sua saúde impecável. Cadastre-se aqui para receber todas essas informações agora mesmo.

Eu vou ficando por aqui.

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre o açafrão, ou então o consome de modo regular, deixe um comentário, dessa forma, trocamos informações inteligentes nesse espaço de saúde.

Me despeço desejando paz, saúde e felicidade.

Forte abraço e até a próxima.

Dr. Rocha

INSULINAS ANÁLOGAS NO SUS: JUNTOS PELOS NOSSOS DIREITOS

O texto abaixo foi extraído do blog da Dra. Débora Aliguieri , que nos permitiu replicar nos nossos canais de comunicação, pois orienta como podemos agir juntos pela incorporação das insulinas análogas de ação rápida para pessoas com DM1 no Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre os dias 13.09 e 03.10.16 foram colhidas 1.092 contribuições (118 técnico-científicas e 974 de profissionais de saúde, pacientes, familiares, amigos e cuidadores de pessoas com diabetes), na sua grande maioria favoráveis ao fornecimento dos análogos de ação rápida pelo SUS às pessoas com diabetes tipo 1. Havendo apenas uma opinião contrária e uma parcialmente favorável) provocando a mudança do parecer inicial.

Os relatórios de recomendação final da CONITEC podem ser acessados nos seguintes links:

 

3) Incorporação dos Análogos de Insulina pelo SUS

Em 22.02.2017 foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a Portaria nº 10/2017 da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, acatando a recomendação da CONITEC de incorporação dos análogos de ação rápida ao SUS para tratamento de pessoas com diabetes tipo 1, mediante negociação de preço e conforme protocolo que seria estabelecido pelo Ministério da Saúde.

 

Análogos de Insulina SUS - Conitec
4) Prazo de 180 dias para disponibilizar a insulina no SUS para então ela ser incorporada

De acordo com a Lei nº 12.401/2011 e o Decreto nº 7.646/2011 (artigo 25), que regulamentam o funcionamento da CONITEC e o processo de incorporação de tecnologias ao SUS, a partir da publicação da decisão no DOU, o Ministério da Saúde tem um prazo de 180 dias para para disponibilizar no SUS a tecnologia incorporada. Ainda, conforme o Decreto nº 7.508/2011 (artigos 25 a 29), o fármaco incorporado deverá ser incluído na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME) para a sua prescrição e dispensação na rede pública de saúde.

Mas quase 180 dias após a publicação da decisão de incorporação dos análogos de insulina de ação rápida ao SUS para tratamento de pessoas com diabetes tipo 1, nenhuma dessas providências foi levada a cabo pelo Ministério da Saúde.

Não temos notícias sobre a negociação de preços com as fabricantes dos análogos de ação rápida, não houve formulação e publicação de Protocolo Clínico e Diretriz Terapêutica (PCDT) estabelecendo o direito de acesso às insulinas análogas para todas as pessoas com diabetes tipo 1, e na proposta de atualização da RENAME de 2017 não constam os análogos de insulina de ação rápida.

5) Ação/ Pressão da Sociedade Civil e entidades do meio.

Por essa razão, a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ) está promovendo uma mobilização para cobrar as providências necessárias à disponibilização dos análogos de insulina de ação rápida para todos os usuários do SUS portadores de diabetes tipo 1.

Como você pode ajudar?

Vamos então todos nos unir e acionar o Ministério da Saúde pelas redes sociais (facebook: https://www.facebook.com/minsaude/ e twitter: @minsaude) com mensagens para pedir:

  1. Notícias sobre a negociação de preços com as fabricantes dos análogos de ação rápida;
  2. Elaboração do PCDT de análogos de insulina para todas as pessoas com DM1;
  3. Inclusão dos análogos de ação rápida na RENAME 2017.

Só assim conseguiremos o acesso aos análogos de insulina de ação rápida pelo SUS para todas as pessoas com diabetes tipo 1 no Brasil.

Sugestões para postar no seu twitter e outras mídias sociais:

@minsaude Queremos notícias sobre a negociação de preços dos análogos de insulina de ação rápida p/ #diabetes tipo 1 pelo SUS
@minsaude Queremos o PCDT de análogos de insulina para todas as pessoas com #diabetes tipo 1
@minsaude Queremos a inclusão dos análogos de ação rápida na RENAME 2017